Comunicação

Veja as principais tendências tecnológicas para PME

10 de julho de 2017

por Beblue

0

O capitão de um barco a vela precisa estar constantemente atento às mudanças dos ventos para que consiga chegar ao seu destino. Do mesmo modo, os empresários devem acompanhar as tendências tecnológicas para que sua empresa continue no rumo certo.

Neste artigo, vamos apresentar algumas ferramentas virtuais que ajudam as pequenas e médias empresas a continuarem competitivas no mundo corporativo. Continue a leitura!

1. Chatbots

Os assistentes virtuais, também conhecidos como chatbots, já estão presentes em nosso dia a dia. Um exemplo é a Siri da Apple e o assistente da Google. Esses robôs interagem com os humanos por meio de conversas.

Os chatbots conseguem aprender com cada conversa que fazem com uma pessoa. Com esse acúmulo de conhecimento, os robôs conseguem melhorar suas futuras interações.

Devido a isso, as pequenas e médias empresas estão vendo nesta tecnologia a saída para aprimorarem seu relacionamento com os clientes, pois essas ferramentas identificam com facilidade o desejo do consumidor e oferecem a solução que ele precisa.

Além disso, são muito importantes na fase de fidelização do cliente porque, mesmo depois do fechamento de uma compra, o consumidor continuará a receber notificações de produtos, serviços, descontos e conteúdo. Por isso, ele não se esquecerá da empresa e será criado um forte laço no relacionamento entre ambos.

2. Inteligência artificial

A inteligência artificial é um campo bastante amplo e permite o aperfeiçoamento de muitos processos de uma empresa. Por meio desta solução, foi desenvolvida uma ferramenta chamada business intelligence — inteligência de negócios.

Esta tecnologia permite que a empresa analise dados importantes de seu público-alvo para que as estratégias do negócio possam ser bem direcionadas. Digamos que uma instituição queira lançar uma campanha de marketing digital, mas não sabe como fazê-la de um modo que atinja o seu consumidor.

Com a ajuda de um software deste tipo a empresa conseguirá monitorar o seu público e saber em que redes sociais eles estão, que tipo de informações, produtos e serviços consomem e o que eles procuram na internet.

Depois de esses dados serem coletados e analisados pelo software, a companhia sabe exatamente onde, quando e como será lançada a sua campanha publicitária. Esse direcionamento evita gastos desnecessários e os chamados “tiros no escuro”, ou seja, um marketing feito sem um objetivo.

3. Blockchain

O blockchain — cadeia de blocos — é um enorme banco de dados que permite o registro de arquivos digitais de todo tipo. Além disso, ele é público, remoto e inviolável.

Algumas empresas veem no blockchain uma solução segura para a realização de suas transações financeiras e contábeis. Neste caso, o sistema funciona como um livro-razão, onde todas as movimentações em dinheiro, feitas pela empresa por meio da internet, são registradas e disponibilizadas somente para pessoas autorizadas.

Acredita-se que, com o aperfeiçoamento desta tecnologia, as instituições não precisarão mais de um banco para intermediar seu fluxo financeiro. Desta forma, haverá uma redução dos custos com tarifas bancárias e isto pode representar uma grande diferença no orçamento das pequenas e médias empresas.

4. Maneiras diferentes para realizar pagamentos

Atualmente, está mudando o modo como o consumidor faz os seus pagamentos. De acordo com uma pesquisa recente divulgada pela revista Exame, as compras feitas pelo smartphone no Brasil em 2014, totalizaram 15,1 bilhões de reais e estão crescendo cada vez mais.

Por este motivo, aumentou o número de instituições de pequeno e médio porte que estão utilizando os aplicativos para melhorar o processo de compra de seus clientes. Elas oferecem para o consumidor a possibilidade de pagarem suas aquisições com facilidade por meio de seu dispositivo eletrônico.

Há também ferramentas em que, depois de realizado o pagamento, o cliente recebe parte do valor de volta e, após algumas compras, ele já tem acumulada uma quantia para que adquira um produto ou serviço da empresa. Esta é uma maneira inteligente de atrair, fidelizar e encantar o público-alvo.

5. O2O

Algumas empresas estão presentes no mundo digital, mas não querem deixar de lado o seu tradicional espaço físico que permite um contato mais próximo com os seus consumidores.

O sistema O2O — online to offline — foi criado com o objetivo de unir esses dois universos paralelos. Este conceito funciona assim: o consumidor está procurando por um produto ou serviço na internet e uma empresa oferece um desconto vantajoso no item que ele deseja desde que vá buscá-lo em sua loja física.

O consumidor, encantado pela oferta, vai até o estabelecimento para pegar a sua compra. A companhia tenta, com essa aproximação, fazer o cliente conhecer melhor a marca, outros produtos e serviços que oferece e, por fim, fidelizá-lo.

6. Plataformas

O sistema integrado de gestão empresarial, também conhecido como software ERP (sigla em inglês), é uma tendência tecnológica que vem sendo muito usada pelas pequenas e médias empresas com o objetivo de facilitar a administração de suas demandas internas.

Esta tecnologia é composta de vários módulos. Cada um deles representa uma área específica da empresa e todos estão interligados. Assim, fica mais fácil o andamento de projetos e serviços que envolvem vários setores da companhia.

Além disso, o software automatiza várias tarefas manuais, como relatórios, balancetes contábeis, organização de estoques, fluxo de caixa etc. 

Outra vantagem do ERP é a possibilidade de ser armazenado em nuvem. Sendo assim, a empresa pode aumentar a capacidade desta solução por meio de constantes atualizações e de instalações de novos recursos.

7. Internet das coisas

A internet das coisas permite o uso de dispositivos eletrônicos conectados à internet que trocam informações e ajustam suas ações sem a intervenção humana. Esses aparelhos podem ser relógios, celulares, pulseiras, óculos etc.

Uma maneira muito eficiente que algumas empresas usam a internet das coisas é por meio dos iBeacons — tecnologia que usa um sensor de proximidade via Bluetooth.

Por exemplo: basta que o consumidor baixe o aplicativo da empresa para que, toda vez que passar próximo ao estabelecimento físico dela, receba notificações com ofertas e descontos exclusivos. Esta prática atrai o cliente para dentro da loja a fim de conferir o que lhe foi oferecido e possivelmente realizar outras compras.

Assim como os ventos favoráveis impelem um barco na direção certa, as tendências da tecnologia podem apresentar o rumo do sucesso para a sua empresa. Sendo assim, analise e considere a possibilidade de implantá-las em sua instituição.

O que achou de nosso artigo? Gostou de conhecer as tendências tecnológicas para as pequenas e médias empresas? Então entre em contato conosco para que possamos apresentar outras soluções para a sua empresa!

Compartilhe

Deixe seu comentário e conte o que achou desse artigo ;)

Quero comentar
Deixe seu comentário